Área de clientes

O Pneu

O Pneu

O pneu assegura uma série de funções no veículo. Suporta a sua carga, tanto parado como em andamento. Por exemplo, um pneu de turismo é capaz de suportar cerca de 50 vezes o seu peso. O pneu é um dos principais responsáveis pela absorção das irregularidades e obstáculos que aparecem na estrada, por ser extremamente resistente e flexível. Tem, assim, um papel muito importante no conforto dos passageiros, bem como na longevidade do veículo. O pneu transmite a potência útil do motor, os esforços de travagem e curva, entre outros. A qualidade da pequena quantidade de borracha em contacto com o solo condiciona o nível de transmissão dessas forças.

nsport nortenha


 

 

A CONSTRUÇÃO DO PNEU

Os pneus apresentam dois tipos de estrutura: a radial e a diagonal. A estrutura radial é cada vez mais difundida e preferida na maior parte das utilizações, dadas as claras vantagens em relação à estrutura diagonal, como sendo a elevada estabilidade, o melhor comportamento em curva, a maior aderência, o menor desgaste e o menor consumo de combustível.


Estrutura radial

Pneu de estrutura radial - pneu em que as cordas vão até aos talões e estão orientadas de modo a formarem um ângulo sensivelmente igual a 90º em relação à linha média do piso e cuja carcaça é estabilizada por uma cinta circunferencial essencialmente inextensível. (Reg. ECE/ONU n.º 108 e 109)

Estrutura diagonal

Pneu de estrutura diagonal - pneu em que as cordas das telas vão de talão a talão e estão orientadas de modo a formarem ângulos alternados substancialmente inferiores a 90º em relação à linha mediana do piso. (Reg. ECE/ONU n.º 108 e 109)


 

O pneu é constituído por diversos componentes, todos eles com funções específicas:

  1. capa: superfície interna do pneu, constituída por borracha sintética estanque.
  2. carcaça: parte estrutural do pneu composta por telas e cintas.
  3. talão: parte do pneu que entra em contacto com a jante, garantindo a fixação na mesma.
  4. paredes laterais: partes do pneu compreendidas entre os limites da banda de rolamento e os talões, que protegem o pneu contra choques laterais, onde são gravadas inscrições que o identificam e classificam.
  5. telas de reforço: parte interior da estrutura resistente do pneu constituída por cabos de aço com disposição específica, que conferem resistência e estabilidade ao pneu.
  6. banda de rolamento: parte do pneu que entra em contacto com o solo, com esculturas de piso específicas (longitudinais e/ou transversais). É responsável por assegurar a aderência ao solo e deve resistir ao desgaste e aquecer o menos possível.

 

mtk2 nortenha


 

TABELA DE CÓDIGOS DE VELOCIDADE

ver a tabela de códigos de velocidade

 

ÍNDICES DE CARGA (IC) E MASSAS CORRESPONDENTES (kg)